Loures - Mobilidade
 

Segundo o “Estudo da Mobilidade dos Habitantes do Concelho de Loures” realizado pela Mercaplus, em 2001, a maior parte dos habitantes do concelho que se desloca por motivos de trabalho e estudo fá-lo para o concelho de Lisboa. Quando a deslocação é efectuada por motivos profissionais o segundo destino são outras freguesias do próprio concelho. Quando a deslocação é motivada por motivos de estudo o segundo destino são outros concelhos. Ainda de acordo com o mesmo estudo o concelho manifesta uma fraca absorção de mão-de-obra e de estudantes em idades superiores aos 17 anos. As oportunidades profissionais existentes no concelho parecem ser menos atraentes para os mais jovens e para os que têm graus de instrução mais elevados. As freguesias mais rurais são as que fixam mais habitantes, profissionalmente activos, no concelho. A este aspecto voltaremos quando nos debruçarmos em pormenor sobre a situação de Bucelas. No mesmo sentido vão as conclusões a que se chegou no estudo “Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto 1991 – 2001”, realizado pelo Instituto Nacional de Estatística.

De acordo com os dados dos Censos 2001 o concelho dispõe de um potencial humano muito jovem, embora se tenha registado um crescimento negativo nalgumas freguesias (Lousa, Fanhões e Bucelas – todas elas com valores superiores a -1). Trata-se de uma mais-valia que deverá ser promovida e absorvida localmente, não só com a criação de maiores facilidades de acesso à habitação no concelho, mas também através de iniciativas empresariais. Tais medidas, preconizadas na Revisão do Plano Director Municipal, deverão reduzir a dependência de Lisboa e ter um papel activo na desconcentração de actividades a nível metropolitano, consolidando uma estrutura económica própria, ao nível do concelho (apenas 40% dos activos residentes empregados trabalhavam no concelho, segundo os Censos 2001). Esta estratégia de desenvolvimento sustentado para o concelho, que aponta para um horizonte de 10 anos, prevê um forte crescimento económico para o concelho, na razão de 6% ao ano do PIB, com a consequente criação de cerca de 12 000 novos postos de trabalho no sector terciário e um incremento da atractividade do concelho como destino de residência, consentâneos com a identificação de Loures como quinto maior concelho do país e terceiro na Área Metropolitana de Lisboa.

 
  confrariaarintobucelas@gmail.com       Rua D. Afonso Henriques n. 3    2670-633 Bucelas      Tel 218 058 495